O design de interiores existe há cerca de um século - indo de designers fisicamente desenhando uma casa decorada de dentro para fora, a designers que simplesmente sabem como aplicar tinta e organizar móveis com paletas de cores e tecidos, até finalmente ... o uso de software de design CAD 3D para ajudar a criar projetos.

Agora, com a renderização em 3D, os designers de interiores podem criar desenhos renderizados em 3D e imagens realistas para os clientes quando eles visualizam os designs de interiores de uma casa, um edifício, etc. ajuda os designers a trabalhar mais rápido e faz mais para impressionar os clientes.

No entanto, houve equívocos sobre a renderização 3D. Mas não se preocupe! Como essa tendência continua a crescer, estamos aqui para dissipar 5 mitos comuns sobre renderização 3D no mundo do design de interiores!

Mito #1 - 3D é Muito Caro

“Embora seja verdade que alguns softwares de renderização 3D podem custar muito dinheiro, existem muitos programas gratuitos ou, pelo menos, de baixo preço”, diz Eleanor Hunter, redatora de negócios da Academized e Type my essay. Por exemplo, uma licença Twinmotion grátis está disponível para todos os clientes do BricsCAD V21 Pro e superior, e outros programas CAD confiáveis e gratuitos estão disponíveis à sua disposição.

renderizando um modelo BricsCAD no Unreal Engine
Modelo BricsCAD .dwg importado diretamente para o espaço de trabalho do Unreal Engine.

Mito #2 - Não é Fácil Aprender Renderização 3D

Embora aprender um novo programa leve tempo, aprender a renderização 3D não é tão difícil quanto se poderia pensar. Na verdade, a renderização 3D é muito fácil de entender e pode ser aprendida em menos de uma semana. Embora programas 3D mais complicados exijam mais tempo para serem aprendidos, eles são frequentemente aprendidos de forma rápida e fácil.

Normalmente, os designers de interiores aprenderão sobre o seguinte:

  • Texturas diferentes
  • Estilos de móveis
  • Outros objetos 3D pré-fabricados

Como resultado, os designers serão inspirados durante o processo de aprendizagem.

Mito #3 - Parar o Trabalho Faz Parte do Aprendizado de Renderização 3D

Mesmo que leve uma ou duas semanas para aprender um novo programa, não seria sensato encerrar os projetos, especialmente se a equipe de design de interiores de sua empresa for composta por apenas uma ou duas pessoas. Se você lida com a renderização 3D corretamente, não é necessário desligar ou mesmo desacelerar. Apenas coloque objetos 3D lentamente, usando este tipo de renderização para apenas uma parte de cada vez, até que você tenha conseguido aprender mais com isso.

renderização animada de design de interiores para rastrear o sol
Use simulações para rastrear o movimento do sol ao longo do dia. Crédito da imagem: HOK

Mito #4 - Renderização 3D Não é Obrigatória Para Design de Interiores

“Simplesmente usar esboços 2D para seu design de interiores não é mais adequado no mundo de hoje”, diz Amy Riddle, uma blogueira de estilo de vida em Paper fellows e State of writing. “Na verdade, os clientes querem mais do design de interiores, tais como soluções de alta tecnologia. Se você faz parte de uma empresa de maior porte, que lida com todos os aspectos da construção, incluindo design de interiores, o software de renderização 3D pode ser usado por toda a sua equipe para ajudar a acelerar as coisas.”

renderização de vídeo de um modelo CAD em um design de interior pequeno e plano
Ver seu projeto como ele ficaria em sua casa pode ser o que vende sua ideia para um cliente.

Outras áreas de design de interiores podem usar renderização 3D, incluindo:

  • Projetos de Arquitetura - planejamento interno e externo de um edifício. A renderização em 3D pode ajudar na arquitetura, e pode mostrar aos clientes como será a aparência de seu prédio por dentro e por fora.
  • Animações - reunir movimentos de objetos e configurações para dar aos espectadores um tour virtual do edifício, mostrando todos os ângulos do projeto como se estivessem realmente lá.
  • Caminhadas - permite que os clientes vejam o interior de forma independente, usando um controlador para percorrer eles próprios o interior. Considerado um pouco mais avançado do que as animações, o walkthrough (caminhada) adiciona mais realismo que surpreende e impressiona.
  • Visualização 360 e Realidade Virtual - envolve óculos especiais que o cliente pode usar para virar em todas as direções enquanto “percorre” o interior de seu projeto futuro. Atualmente na vanguarda do design, a realidade virtual e realidade aumentada são os formatos de renderização mais realistas e envolventes disponíveis.

Mito #5 - Você Terá Que Escolher Entre Ferramentas 2D e 3D

Aprender a usar ferramentas 3D não significa que você deva desenvolver o 2D. Na verdade, muitos designers aprenderam a usar esboços 2D e renderização 3D.

renderização de modelos dwg 3D de BricsCAD

Conclusão

As renderizações em 3D se tornaram populares por muitos motivos. Os clientes não apenas amam a sensação de renderização em 3D, mas os designers também acham mais fácil e rápido criar esses ótimos visuais com renderização 3D. Qualquer mudança pode ser feita rapidamente, e então clientes e designers podem se aproximar do que realmente desejam em um interior, garantindo assim clientes satisfeitos.

Então, como você pode ver, você não precisa permitir que esses mitos comuns o impeçam de abraçar a renderização 3D e o futuro que ela promete em design de interiores. Boa sorte e feliz design!