Encontrar um emprego como arquiteto não é fácil, por isso é extremamente importante ter um currículo e um portfólio matadores, independentemente de você ser recém-formado ou profissional há mais de 20 anos.

A arquitetura é excepcional, porque é uma profissão que permite gravar seu nome nos anais da história, e ser lembrado pelas gerações vindouras. Atualmente, muitos arquitetos procuram emprego, mas apenas alguns conseguem a oportunidade única de impressionar o mundo, ou pelo menos, seu empregador. Portanto, para você se destacar da multidão, é necessário enviar um currículo e um portfólio que farão as pessoas quererem contratar você.

As 5 principais dicas para criar um currículo e um portfólio de arquitetura matadores:

1. Escolha o Formato

Visibilidade e legibilidade são os dois fatores mais importantes que afetam a impressão inicial do seu currículo e portfólio pelo leitor. Ou seja, se você enviar um pedaço de papel ou um arquivo digital que contém muitas informações úteis, mas está representado de maneira desorganizada, é improvável que o recrutador deseje lê-lo. Então, certifique-se de manter as informações ajustadas e sucintas.

Como arquiteto, você precisa saber como construir, seja um novo prédio ou um novo curriculum vitae. Muitos gerentes e recrutadores de recursos humanos prestam atenção à aparência do seu currículo porque o layout visual do seu arquivo pode dizer muito sobre a maneira como você percebe o espaço.

2. Torne Seu Portfólio Inovador

É uma pena dizer, mas os empregadores estão cada vez menos interessados em seus esboços, ou em como você é bom ao desenhar com um lápis. Se você deseja se tornar um arquiteto, um arquiteto de sucesso, verifique se suas habilidades pessoais estão impulsionadas.

renderização no BricsCAD
Modelos digitais e visualizações podem oferecer uma vantagem no mundo da arquitetura. Renderize materiais, luzes e texturas com Enscape e BricsCAD.

Se você realmente deseja impressionar seu possível empregador. Atualize e evolua seu conjunto de ferramentas. Certifique-se de usar um software verdadeiramente inovador ao criar seu portfólio. Atualmente a maioria dos arquitetos de sucesso usam software CAD, tal como BricsCAD BIM, para visuais criativos de projeto e desenhos de engenharia. A diferença entre um candidato com um modelo 3D digital e outro candidato com apenas esboços e modelos artesanais é colossal.

3. Faça caber seu currículo em uma página

Quando se trata de falar sobre seu currículo: verifique se ele se encaixa em uma página.

Seu portfólio, no entanto, precisa ser inovador e não há limites para o número de projetos que você pode colocar nele. A regra geral aqui é simples: quanto mais projetos bem-sucedidos você tiver realizado, mais experiência terá, quanto mais experiência tiver, maior a possibilidade de ser contratado.

Leia mais sobre o que seu currículo de arquitetura perfeito deve conter.

4. Evite Erros Fundamentais no Currículo

Existem alguns erros comuns que não apenas os arquitetos, mas profissionais de todas as profissões cometem ao criar um currículo:

Não use gráficos demais. O local adequado para o uso de elementos gráficos é o portfólio. Ao escrever o currículo, use palavras.

Omita classificações para suas habilidades. Lembre-se, falar sobre o quão bom você é, por exemplo, projetando cúpulas para catedrais, é um enorme tom de 'mau gosto'. Você não pode julgar a si mesmo de maneira honesta e justa. Portanto, deixe este trabalho para as cartas de recomendação, se você as tiver.

Faça um currículo à prova de erros. Revise e aprimore seu currículo. O trabalho de um arquiteto é aquele que requer atenção a todos os detalhes, cuja falta pode levar a conseqüências lamentáveis no futuro.
Agora, imagine-se enviando um portfólio brilhante acompanhado de um currículo com erros de português ou até de digitação. Isso vai dizer apenas uma coisa sobre você, e definitivamente não é a o que você gostaria que seu futuro empregador ouvisse!

5 Concentre-se nas habilidades que são relevantes para o trabalho

Não enfatize seu conhecimento de línguas estrangeiras, por exemplo. Se você é um bom arquiteto, as traduções podem ser gerenciadas. Faça uma ênfase em como você é bom em projetar espaços para as pessoas.

ser contratado emprego de arquitetura

Conclusão

Pode-se argumentar que a profissão de arquiteto é uma das especializações mais difíceis pelas quais uma pessoa pode optar. Em primeiro lugar, porque é preciso muita resistência psicológica, perseverança, paciência e trabalho duro para se formar em Arquitetura e, em segundo lugar, é preciso ainda mais esforço para 'encontrar seu lugar ao sol'.

A concorrência no domínio atual da arquitetura é simplesmente incrível. No entanto, você não deve desistir. Com essas 5 dicas para criar um currículo e um portfólio de arquitetura matador, você pode construir o seu de uma maneira que garanta que você obtenha o emprego dos seus sonhos e tenha seu nome lembrado pelas gerações vindouras.