Neste post eu continuo a entrevista com os especialistas em CAD, Martin Harrer, e de TI, Germar Tischler, da empresa Austríaca de alarme de incêndio, segurança e sistemas de comunicações. Schrack Seconet. Nesta parte eu pergunto sobre os usuários que são resistentes ao uso do BricsCAD, fazendo intercâmbio de desenhos com terceiros, e as implicações da TI no uso do BricsCAD.

Veja aqui para Parte 1 e Parte 2.

Resistência

Então você tem algum usuário resistente ao uso do BricsCAD?

Germar: Sim, mas são puocos. Eu diria que são as mesmas pessoas com as quais temos problemas sempre que mudamos alguma coisa no ambiente de software. Nós mudamos a versão de algum outro produto, e as pessoas com quem temos problemas são exatamente as mesmas.

Martin: Temos um usuário que não o usa por causa da cor da interface do BricsCAD. Ele quer escuro.

Germar: Sim, se houvesse uma coisa obscura ... Você sabe como os aplicativos da Microsoft agora têm um modo escuro? Isso seria uma coisa que resolveria para aquela pessoa.

Martin: Sim, é apenas uma pessoa. Ele diz que é difícil para os olhos.

Então, o que ele faz?

Martin: Ele usa o AutoCAD®! Mas, se ele quiser usar nosso software, ele precisa usar o BricsCAD.

Germar: O que ele também faz!

Martin: Ele tem que usar! Ou ele faz o trabalho manualmente, o que é muito mais lento.

Interoperabilidade

Conte-me sobre o tipo de problemas que você tem lidando com intercâmbio de arquivos *.dwg's com terceiros.

Martin: Trabalhamos com diversos clientes e desenhos de todos os tipos de padrões aqui. Muitos erros em alguns desenhos, temos desenhos grandes, desenhos digitalizados, em PDF, de tudo. Também trabalhamos com grandes empresas elétricas, enviando plantas para arquitetos e planejadores.

Ida e volta, ida e volta, o tempo todo. Tudo funciona muito bem com o BricsCAD.

Eu tenho várias versões instaladas no meu computador, porque às vezes há desenhos que se abrem mais facilmente com, digamos, na V15 do que a versão atual.

Então você tem que abrir com a versão antiga, salvar novamente e então tudo bem na versão posterior?

Martin: Sim, na maior parte dos casos. Às vezes temos problemas com objetos AEC, que nos dão alguma dor de cabeça. Mas eu sei que eles dão dor de cabeça aos usuários do AutoCAD® também!

Sim, também tivemos isso em nosso ambiente baseado no AutoCAD®. Eles causam problemas para todos.

Martin: Também temos uma instalação do AutoCAD® porque usamos o comando EXPORTTOAUTOCAD, que às vezes funciona se não tivermos outra opção. É por isso que mantemos a instalação do AutoCAD®, mas a usamos talvez três vezes por ano.

Germar: Temos uma licença do AutoCAD® em cada uma de nossas filiais, para coisas como conversões.

Martin: E, às vezes, nos serve para demonstrar às pessoas que um .dwg não será aberto no AutoCAD® também! Acontece às vezes das pessoas não acreditarem quando dizemos que há um problema com o arquivo de origem, e assim quando não podemos abri-lo no AutoCAD®, podemos apenas dizer: "E agora?"

Sim. Eu também lidei com a importação de desenhos de muitas fontes externas e encontrei desenhos com problemas, mesmo vindo de ambientes baseados em AutoCAD®. Achei muito útil ter o BricsCAD lá, porque muitas vezes se pode abrir e corrigir um desenho no BricsCAD que o cliente não conseguia abrir no AutoCAD®.

Martin: Sim, nós também temos essa experiência. Às vezes temos desenhos realmente difíceis. Coisas realmente ruins.

Então você está fornecendo esses .dwg's para pessoas de fora. Já teve pessoas dizendo: "Eu não posso lidar com isso, isso é um .dwg do BricsCAD"?

Martin: Não. Talvez tenhamos tido um nos últimos dez anos. Ele não se recusou a usar o desenho, mas tivemos alguns problemas menores.

Há quanto tempo foi isso?

Martin: Cinco anos, talvez. Não foi um grande problema; Acabamos por salvá-lo em uma versão anterior e ficou tudo certo.

O Engarrafamento da TI

Germar, você é o cara de TI que tem que lidar com a distribuição do software, instalação dele, e atualização. Você pode me contar sobre suas experiências com isso?

Germar: Toda vez que temos uma nova versão, eu sento com Martin e repasso tudo para fazer uma avaliação instantânea. Nós configuramos uma rotina de instalação e o usuário praticamente precisa iniciá-la. Ele executa e fica tudo bem.

Até agora temos tido sempre uma execução muito boa com isso. O instalador ser pequeno é muito bom.

É bom que não seja grande. Temos sete filiais e dependendo de onde elas estão na Áustria, algumas delas não têm uma conexão de internet super rápida. Nossa menor unidade, em Innsbruck, só têm uma conexão de 8 Mbps e isso é o melhor que podemos obter nesse local. Então, nós apenas enviamos de um dia para o outro. Como são apenas algumas centenas de MB, isso não é um problema.

Como mencionamos, temos uma licença da Autodesk por filial e ali as coisas ficam muito mais complicadas. Primeiro, pelo menos 2 GB você precisa transferir para a filial. Em seguida, após a instalação, às vezes você precisa fazer atualizações automáticas, o que também inclui centenas de MB ou mais de download, o que leva muito tempo. Igualmente já tivemos problemas para ativar o AutoCAD. Para trás e para frente, para trás e para frente. Muitas vezes é algo simples, mas acaba custando bastante tempo e esforço. Nós não temos esse problema com BricsCAD.


No próxima parte, eu vou perguntar sobre LISP, manutenção e suporte.

Pronto para experimentar o BricsCAD?

Fácil de experimentar, fácil de comprar, fácil de manter. Isso é BricsCAD. Experimente todos os nossos produtos gratuitamente por 30 dias em www.bricsys.com/pt-br/. Liberdade de escolha, além de licenças perpétuas (permanentes) de produtos que funcionam com todos os idiomas, em todos os lugares. Você vai apreciar o que criamos para você, com a família de produtos BricsCAD.


consulte Mais informação

  1. Mundo Real BricsCAD - Schrack Seconet P1: Movendo para o BricsCAD
  2. Mundo Real BricsCAD - Schrack Seconet P2: Blocos de Estradas
  3. Mundo Real BricsCAD - Schrack Seconet P3: Intercâmbio de dados
  4. Mundo Real BricsCAD - Schrack Seconet P4: LISP, manutenção e suporte
  5. Mundo Real BricsCAD - Schrack Seconet P5: Procurando por erros
  6. Mundo Real BricsCAD - Schrack Seconet P6: Experiência BricsCAD