Em nossa postagem anterior delineamos uma abordagem para treinar usuários para fazer a transição de outro sistema CAD para o BricsCAD. Nesse post, enfatizamos o uso de contextos familiares - como um projeto que foi concluído anteriormente - para isolar o conteúdo de treinamento apenas das diferenças de software, removendo tantas variáveis quanto possível.

Neste post, vamos supor que a primeira fase do treinamento foi concluída e que os usuários estão se familiarizando com a aparência geral do BricsCAD. Agora faremos uma demonstração de algumas diferenças importantes, novos recursos e estratégias que você pode usar para deixar os usuários mais à vontade, mas conscientes dos novos recursos interessantes do BricsCAD que podem aumentar sua produtividade. Vamos ver como.

Usar um Pouco Mais de LISP

Alguns comandos no BricsCAD funcionam como os comandos em outros programas CAD, mas podem não usar o mesmo nome. Aqui estão alguns exemplos para iniciar a conversa:

ORBIT. Usuários do AutoCAD® estão acostumados a um comando chamado ORBIT, que é muito parecido com o comando do BricsCAD RTROT . Assim que você mostrar a um usuário do AutoCAD® o comando 3DROT, ele se sentirá em casa.
CAMADA. Usuários do AutoCAD® esperam que o comando CAMADA exiba uma paleta flutuante que pode ser deixada aberta durante o trabalho. No BricsCAD, a implementação padrão de CAMADA traz o conjunto de comandos Explorer do Desenho para a aba das Camadas (veja a Figura 1), mas este modal não permite que o usuário continue trabalhando. Digite o comando do BricsCAD ABRIRPAINELCAMADAS que se parece com o que um usuário AutoCAD® espera ver (Figura 2) - então nosso desafio é substituir o comando ABRIRPAINELCAMADAS pelo comando CAMADA e o usuário AutoCAD® se sentirá novamente em casa.

cad training
Figura 1 - O comando EXPLORER possui muitas aplicações no BricsCAD - e inclui gerenciamento de camadas.

Agora volte ao nosso post no blog Conceitos LISP para Fácil Migração e você verá como colocamos o código no arquivo STANDARDS.LSP para criar os comandos ORBIT e LAYER/CAMADA para que atendam às expectativas do usuário do AutoCAD®.

cad training
Figura 2 - O comando ABRIRPAINELCAMADAS funciona de forma flutuante, muito parecido com o diálogo LAYER/CAMADA do AutoCAD®.

Vamos expandir um pouco mais essa lógica, considerando as funções do Alias.

Replicar Alias de Comandos

Usuários habiatuados ao AutoCAD® por um longo tempo normalmente não sabem apenas o comando que desejam usar (como LINE ou ERASE), mas geralmente usam um atalho de atalho para acessar esses comandos (como L ou E, respectivamente). Replicar esses aliases também pode ser uma ótima maneira de fazer com que os usuários do AutoCAD® se sintam em casa no BricsCAD.

Aqui estão algumas funções de alias que os usuários perguntaram durante o treinamento:

ADC. Isso é abreviatura para o Design Center, que o BricsCAD emula com o comando EXPLORER. Poderíamos facilmente adicionar este código ao nosso arquivo STANDARDS.LSP para obter o mesmo resultado:

(defun C:ADC ()
(command “EXPLORER”)
(princ)
)
 
BE. Isso é abreviatura para o Editor de Blocos, que o BricsCAD manipula com o comando REFEDIT. Poderíamos facilmente adicionar este código ao nosso arquivo STANDARDS.LSP para obter o mesmo resultado:

(defun C:BE ()
(command “_REFEDIT”)
(princ)
)

Edite o software para se adequar ao usuário em vez de treinar o usuário para aprender um novo software.

A ideia aqui é que, em vez de ensinar aos usuários do AutoCAD® o que é um comando similar no BricsCAD, você pode apenas fazer as teclas pressionadas pelos usuários do AutoCAD® para o comando correto e ignorar o treinamento. Minha regra geral é editar o software para se adequar ao usuário em vez de treinar o usuário para aprender um novo software - e replicar aliases de comando é uma ótima maneira de seguir essa regra.

Comandos Somente do BricsCAD®

Ao migrar para o BricsCAD, é claro, nossa primeira tarefa é tornar os usuários confortáveis, mas também devemos ter certeza de apontar os comandos que o BricsCAD possui e que outros sistemas CAD não tem. Aqui estão alguns que eu usei que os novos usuários do BricsCAD parecem realmente gostar de usar:

BLOQUIFICAR O reconhecimento automático de conjuntos repetitivos de geometrias será reconhecido e "Bloquificado" para fácil edição posterior. Pense em abrir um desenho de um prédio onde todos os blocos de porta tenham sido explodidos e quanto dolorido ficaria lidar com essa bagunça? BLOQUIFICAR pode limpar desenhos assim em segundos e comprimir substancialmente os tamanhos de arquivos DWG ao fazê-lo.
QPRINT Saída rápida de impressão usando os dispositivos e configurações padrão associados a um desenho/layout, sem exigir de uma viagem ao comando Publicar.
PDF Variáveis do sistema para PDF. Uma grande quantidade de variáveis de sistema (SYSVAR's) que controlam parâmetros padrão para arquivos PDF podem ser salvas em arquivos de modelo, assim evitando uma visita ao comando ConfigPag/PageSetup.

Estas são apenas algumas sugestões e você certamente encontrará ainda mais para seus usuários enquanto pesquisar no conjunto completo de recursos do BricsCAD. Embora eu não queira sobrecarregar os novos usuários do BricsCAD com muitos recursos novos de uma só vez, quero que vejam o que é possível e o quanto de produtividade adicional podem ter acesso.

Apimentando o Treinamento com alguns novos comandos

À medida que você conduz os usuários pelo processo de treinamento, pode ir lançando novos comandos de vez em quando, em contexto que faça sentido. Aqui estão alguns exemplos que você poderia usar:

Quando está pronto para imprimir Mencione que o comando QPRINT pode economizar cliques em teclas e no tempo. Ilustre o seu uso após o usuário ter dominado as funções básicas de impressão/plotagem.
Quando editar camadas Tire um tempo para mostrar aos usuários como o comando EXPLORER vai lhes dar acesso a todos os parâmetros editáveis em seus desenhos - não apenas às camadas. A maioria dos usuários que eu treinei disseram: "Ah, isso é diferente, mas eu realmente gostei de ter tudo reunido em uma tela!"
Quando fizer uma pausa Mostre aos usuários um exemplo de uso do BLOQUIFICAR para que vejam suas capacidades. Enquanto eles não podem lidar com um monte de blocos explodidos todos os dias, vão economizar muito tempo usando BLOQUIFICAR enquanto fazem a pausa.

Mais uma vez, estas são apenas algumas sugestões. O ponto principal que encontro é introduzir novos recursos gradualmente, em vez de sobrecarregar o usuário com um monte de novos comandos no início. Descobri que, uma vez que o usuário veja o que está disponível, começará a cavar o vocabulário de comandos do BricsCAD por sua conta, e encontrará aplicatições em que eu nunca pensei.

Resumindo

Espero que esta série de 5 partes sobre como gerenciar a migração para o BricsCAD tenha ilustrado como você pode usar ferramentas de sistema, LISP e treinamento bem projetado para tornar o processo mais fácil para você e seus usuários. Nos próximos artigos vamos continuar a conhecer mais recursos que os Gerentes de CAD podem aproveitar para tornar o BricsCAD produtivo, bem como aprofundar-se nos tópicos de personalização e programação. --//trad mjp0419

Pronto para experimentar o BricsCAD?

Fácil de experimentar, fácil de comprar, fácil de manter. Isso é o BricsCAD. Experimente todos os nossos produtos, gratuitamente por 30 dias em www.bricsys.com/pt-br/. Liberdade de escolha, além de licenças perpétuas (permanentes) de produtos que funcionam em todos os idiomas, em todos os lugares. Você vai apreciar o que criamos para você com a família de produtos BricsCAD9.

Mais Histórias da Confraria dos Gerentes de CAD

  1. Mecânica de Instalação de Rede - Parte 1
  2. Mecânica de Instalação de Rede - Parte 2
  3. Conceitos LISP para Fácil Migração
  4. Treinamento Mínimo para Aprendizagem Máxima - Parte 1
  5. Treinamento Mínimo para Aprendizagem Máxima - Parte 2
  6. Três Etapas para a Adoção do BricsCAD
  7. Preparar para Implementação - Parte 1
  8. Preparar para Implementação - Parte 2
  9. Preparar para Implementação - Parte 3: O Campo de Provas
  10. Preparar para Implementação - Parte 3: Materiais de Treinamento
  11. Preparar para Implementação - Parte 3: Dicas de Treinamento Remotas
  12. Preparar para Implementação - Parte 6: Desenvolvimento e Suporte