Todos nós gostamos de pensar que somos inteligentes e tomamos decisões lógicas e bem informadas, mas, na realidade, os humanos nem sempre são os melhores em abraçar o lógico e frequentemente resistem às mudanças, mesmo quando são contraproducentes. Qualquer pessoa que já tentou fazer dieta, parar de fumar ou começar a ir à academia, sabe que mudar é difícil, novos hábitos não são feitos da noite para o dia e é muito mais fácil manter o status quo.

Quando a possibilidade de mudança está presente, o cérebro reptiliano assume o controle e o medo começa a substituir nossa boa tomada de decisão. Como até 'Mr. Spok' diria: nem sempre é fácil ser “apenas lógico”.


Por que resistimos à mudança?

Na realidade, mesmo quando é irracional, pode ser difícil não resistir à mudança. Só a ideia de trocar de saboneteira ou de restaurante pode parecer um pouco assustadora. Portanto, quando se trata de algo mais crítico, como o seu software, de repente o atrito da resistência trará qualquer possibilidade de mudança a uma paralisação completa.

Você discorda? E se alguém dissesse que você precisaria trocar as plataformas CAD amanhã? Já está sentindo medo? Quer você seja um gerente de CAD, se perguntando como seus funcionários irão reagir, ou um usuário CAD do dia a dia, que não quer começar do zero. Provavelmente, você agora está suando.

A ideia de trocar um sistema que você aprendeu, experimentou, testou e usou por anos, talvez até décadas, É assustadora! Automaticamente, sua mente salta para o pior cenário possível. E, além disso, quem quer ter que reaprender tudo do zero?

Essa é a parte primitiva do seu cérebro falando e provavelmente está sendo um pouco dramático demais.


A matemática da resistência à mudança

O fenômeno da resistência à mudança, mesmo quando não é do nosso interesse fazê-lo, está tão bem documentado que existe uma fórmula para isso. É chamada de Fórmula de Gleicher e tem a seguinte aparência:

Fórmula de Gleicher

C = A × B × D > X

C (mudança) = (acontecerá quando) A (insatisfação com o status quo) x B (o estado claro desejado) x D (as etapas práticas para o estado desejado) > ( é melhor que) X (o custo da mudança)

Uma versão simplificada e mais reconhecida é:

A versão Dannemiller

D x V x F > R

Dissatisfaction x Vision x First concrete steps > Resistance

Em resumo: a mudança só acontecerá quando a dor percebida pela perda for menor do que o ganho percebido.


Como superar seu cérebro

Então, como você pode realmente saber que é hora de abraçar a mudança quando nossos cérebros são tão resistentes? Como você pode ser mais esperto que nosso cérebro reptiliano e tomar decisões boas e lógicas? Existe uma maneira de “hackear” seu cérebro para abraçar a mudança?

O segredo está na fórmula acima. Vamos decompô-lo e pensar em tudo. Se ajudar, pegue papel e caneta e anote tudo:

a frustração pode fazer com que os usuários parem de repetir a mudança

Insatisfação

O 'D' (de Dissatisfaction) traz à mente o velho ditado: “Melhor o diabo que você conhece”.

Mas pare um momento e pense em tudo que você odeia no sistema atual; os fluxos de trabalho longos e complicados, preços de assinatura caros e rígidos, abordagem antiquada, falta de inovação, atendimento ao cliente ruim...

usuário hqppy cad abraçando a mudança

Visão

O V permite visualizar como o novo sistema resolverá seus problemas; custo reduzido, maior eficiência, melhor atendimento ao Cliente, te dar mais opções de licenciamento, ter mais inovação, uma área de trabalho mais moderna, de forma realista quão pouco você terá que aprender, ...

primeiros passos para abraçar a mudança

Primeiros passos concretos

O F (de First steps) incentiva você a dar pequenos passos. Não comece demolindo o sistema atual ou forçando as pessoas a fazerem algo novo. Vá com calma, calma. Sugira o novo sistema aos colegas em um “bom dia”, teste as coisas primeiro você mesmo, não tenha medo de buscar ajuda e apoio, faça uma sessão de treinamento na hora do almoço com um projeto de amostra e alguns "usuários-chave", ou mesmo apenas instalar algumas estações do novo sistema e mantenha-o em execução no sistema anterior, com a mesma interface e personalizações que já usa no sistema anterior. Faça a migração lentamente ao longo de um período de tempo. Não precisa ter pressa.

Agora pode decidir, se você deve fazer a troca.

Então, agora que você tem tudo escrito e avaliado, como se sente em relação a mudar seu sistema atual? Isso já faz mais sentido?


Não resista à mudança!

Mais opções de licenciamento, um suporte ao cliente de classe mundial, compromisso de inovação permanente e um teste gratuito por 30 dias, isso é o que oferece hoje o BricsCAD!

Licenciamento Flexível BricsCAD