Projetar um modelo para Impressão em 3D pode parecer uma tarefa difícil. Mas não precisa ser assim. Embora não haja uma abordagem única que os iniciantes possam seguir para criar um design de sucesso, vale a pena saber o que fazer e o que não fazer para diminuir as chances de produzir uma impressão com falha.

O que Fazer ao Criar Modelos de Impressão 3D

Considere a espessura da parede

Uma das causas mais comuns de designs de modelos 3D não imprimíveis é a espessura da parede. A espessura da parede é definida como a distância entre uma superfície de um modelo 3D e sua superfície oposta. Mas por que isso é importante? Quando a parede é muito fina, pode tornar seu projeto não-imprimível ou incrivelmente frágil. Se for muito espesso, pode causar muita tensão interna e resultar na rachadura ou quebra do modelo.

Resumindo, é importante garantir que a espessura da parede está correta. Observe que a espessura correta da parede de um modelo dependerá do material e do tamanho do desenho. Aqui está uma lista da espessura mínima de parede para alguns dos materiais de impressão 3D mais usados:

  • ABS - 1,5 mm
  • Alumínio - 1 mm
  • Latão - 0,6 mm para acabamento natural, 0,8 mm para ouro e acabamentos folheados a cores
  • Ouro - 0,8 mm
  • Prata - 0,6 mm para acabamento brilhante, 0,8 mm para acabamento de alto brilho, 1 mm para pequenos modelos 3D, como um anel
  • Resina Padrão - 1 mm, mas pode aumentar à medida que o design 3D se torna maior em escala.
  • Titânio - 0,5 mm
  • TPU - 1,5 mm

Faça as folgas corretas

Se estiver projetando um modelo que apresenta peças interligadas, você precisa ter certeza de projetar as folgas adequadas para garantir que tudo se encaixe perfeitamente. Isso significa que as peças devem ser projetadas para apresentar espaço suficiente ou lacunas entre elas para compensar possíveis desvios em suas dimensões.

Impressão em 3D não é tão preciso quanto outros métodos de fabricação. Por exemplo, é possível que uma peça apresente uma série de pequenos artefatos em sua superfície que podem afetar o ajuste entre as peças.

Os especialistas recomendam que você conheça as tolerâncias da sua impressora 3D para evitar peças mal ajustadas. Uma dica para criar tolerâncias de ajuste corretas é usar um deslocamento de 0,2 mm se você quiser criar um ajuste fino, como conectores. Use um deslocamento de 0,4 mm se desejar criar um ajuste com folga, como dobradiças ou tampas de caixa. Claro, é melhor se você executar alguns testes também para determinar qual é a tolerância de ajuste correta para o modelo de impressão 3D que você está criando.

Siga as diretrizes do software

Existem vários pacotes de software de modelagem 3D disponíveis. Alguns são projetados para serem usados por profissionais que exigem um pouco de experiência por parte do usuário, como o BricsCAD Pro. Por exemplo, alguns programas exigem que o usuário defina manualmente a espessura da parede. Alguns programas de software são mais amigáveis para iniciantes, como BricsCAD Shape. E há alguns que requerem mais preparação do arquivo.

Qualquer que seja o programa que você acabar usando, você precisa se certificar de ler as diretrizes do programa, bem como assistir a alguns tutoriais antes de começar a projetar seu modelo. Dessa forma, você evita cometer erros evitáveis desde o início, o que não só economiza seu tempo, mas também evita que você produza impressões com falha, o que é um desperdício de material e dinheiro.

impressao 3D

Conheça as limitações da sua impressora

Entender o que sua impressora 3D pode e não pode fazer é tão importante quanto saber como usar corretamente o software de impressão 3D.

Por exemplo, uma impressora FDM 3D é mais adequada para criar objetos grandes, onde o acabamento da superfície não é uma consideração importante. É uma boa opção se você deseja criar peças que apresentem uma função mecânica, como suportes ou apoios.

No entanto, uma impressora FDM não é ideal para modelos de impressão menores do que algumas dezenas de milímetros, porque a qualidade da impressão será inferior. Se você deseja imprimir designs com detalhes extremamente finos, é melhor escolher uma impressora 3D de resina (ou seja, SLA) do que usar uma impressora FDM 3D.

O que Não Fazer ao Criar Modelos de Impressão 3D

Não ignore as diretrizes dos materiais

Embora muitos dos materiais de impressão 3D disponíveis são plásticos, isto não significa que sejam intercambiáveis.

Cada material de impressão 3D no mercado é diferente; todos eles têm propriedades únicas. Alguns são leves, outros são pesados. Alguns são frágeis, enquanto outros são flexíveis. Alguns produzem uma superfície lisa, enquanto outros são ásperos. Existem até algumas impressoras 3D que podem imprimir material orgânico.

Por causa dos pontos fortes e fracos específicos de cada material, é importante que você entenda para que ele pode ou não ser usado. Também é importante que seu projeto incorpore as características do material que você tem em mente. Por exemplo, se você deseja produzir um modelo de impressão 3D feito de aço, deve considerar suas limitações de design. Os balanços sem suporte feitos de aço precisam ter uma espessura de parede de 6 mm; caso contrário, eles entrarão em colapso.

Aqui está outro exemplo: materiais flexíveis não são ideais para modelos com detalhes pequenos. Portanto, certifique-se de que seu design não tenha pequenos recursos se estiver usando esse tipo de material.

Lembre-se de que os fabricantes de materiais de impressão 3D também fornecem dicas e instruções de impressão. Certifique-se de consultá-los ao projetar seu modelo. Isso diminuirá as chances de sua impressão sair errada.

Não se esqueça da regra dos 45° (graus)

Na impressão 3D, você cria objetos camada por camada, desde o início. O que isso significa é que os balanços - recursos que ficam suspensos no ar - não mantêm sua forma muito bem. Eles são facilmente deformados. Para evitar isso, você precisa incluir estruturas de suporte em seu projeto.

No entanto, as estruturas de suporte aumentam o tempo gasto na impressão do modelo. Também impacta a duração do tempo de pós-processamento porque removê-los pode ser demorado. Além disso, eles podem deixar marcas feias em seu modelo de impressão 3D. Para evitar esse inconveniente, é melhor projetar com a regra dos 45° em mente: seus balanços não devem exceder os 45° se possível. Se isso acontecer, você precisará incorporar estruturas de suporte em seu projeto.

Resumo

Existem milhares de modelos 3D grátis que você pode baixar de sites como Thingiverse ou GrabCAD. E é muito provável que você tenha começado fazendo isso. Embora não haja nada de errado com isso, criar seu próprio modelo 3D e, em seguida, trazê-lo à vida é o que torna essa tecnologia inovadora tão incrível. Isso permite que qualquer pessoa tenha essa liberdade criativa.

Obviamente, nem todos os designs serão bem traduzidos para impressão 3D. Alguns se transformarão em impressões malsucedidas. Mas se você seguir o que Fazer e o que Não Fazer listados acima, talvez seja capaz de criar algo que transformará o seu mundo. E talvez até o nosso.


Comece a criar seus próprios modelos 3D para impressão 3D hoje

Baixar BricsCAD e Shape grátis