No último post da postagem, na Confraria dos Gerentes de CAD falamos sobre o modo como uma empresa que está pensando em mudar para BricsCAD poderia usar uma abordagem gradual em relação à adoção. Aquelas três etapas - análise financeira, familiaridade do usuário, e demonstração das facilidade de uso - são uma excelente maneira de iniciar o processo. Mas agora vamos aprofundar um pouco mais no processo e considerar as etapas técnicas que uma empresa precisaria tomar para se preparar para a implementação do BricsCAD.

Primeiro: Pense no Ecossistema de CAD por Inteiro

O que quero dizer com um ecossistema - você pode perguntar? O ecossistema CAD é composto de: usuários, programas, personalizações, estações de trabalho, redes, periféricos e drivers de software, todos os quais devem ser configurados. Acho mais fácil pensar assim:

  • O usuário opera o programa de CAD
  • O programa, tipicamente, é personalizado
  • O programa é executado em uma estação de trabalho
  • A estação de trabalho acessa arquivos através da rede
  • A estação de trabalho envia resultados para periféricos/drivers
  • O programa armazena os arquivos do modelo na rede

Esta lista é muito útil, pois enfatiza exatamente o que você precisa pensar quando sua migração para o BricsCAD começa.

Usuários: em Primeiro e também por Último

Obviamente, nenhum software jamais funcionará bem se o usuário não souber como operá-lo corretamente? Assim sendo, treinamento em como usar o BricsCAD será necessário, mas essa parte da migração vem por último, pois todo o restante deve ser preparado e configurado para que o usuário inicie o uso do BricsCAD.

E embora seja útil expor alguns de seus usuários avançados ao BricsCAD no início do processo, é contraproducente começar a treinar as massas até que o restante do ecossistema do BricsCAD esteja no seu lugar. Então, vamos colocar o treinamento do usuário em espera, por enquanto, e mudar o foco para os outros itens da lista.

Personalização do Software: Pegue o Inventário

Sua equipe tem programas personalizados, arquivos de template/modelo, bibliotecas de blocos, menus ou outros componentes com os quais seus usuários já estão familiarizados? Nesse caso, os usuários esperarão ver algo muito semelhante no BricsCAD.

A boa notícia é que o BricsCAD suporta tipos de arquivos padrão da indústria como LSP, DWT, DWG, CUI e XTP para Lisp, Templates, Blocos, Menus e Paletas de Ferramentas, respectivamente.

As chances são excelentes de que suas personalizações existentes sejam migradas para o BricsCAD com pouco ou mesmo com nenhum esforço, mas você deve saber onde estão todos os arquivos personalizados do seu sistema antigo para fazer sua migração.

Item de ação: Faça uma listagem de todo o conteúdo personalizado que você deseja migrar para o BricsCAD.

Estações de trabalho: provavelmente vai estar OK como estão agora

Em seguida, na lista do ecossistema, está a estação de trabalho que você usa para executar seu programa CAD. Minha experiência é que o BricsCAD é um programa muito compacto e eficiente em termos de memória, com demandas gráficas menos exigentes para as máquinas. O BricsCAD funciona pelo menos tão bem quanto qualquer outro programa CAD - na maioria das vezes melhor - no mesmo hardware que você já está usando.

Item de ação: Provavelmente, nenhum.

Rede: Faça a Listagem dos Caminhos e Compartilhamentos

O BricsCAD - como qualquer programa CAD - está constantemente acessando uma variedade de arquivos para fazer seu trabalho e é provável que a maioria desses arquivos sejam provenientes de um local na sua rede. Independentemente de os locais serem caminhos UNC ou letras de unidade compartilhadas, seu programa CAD atual já está configurado para apontar para os locais certos, e assim para ter o BricsCAD configurado será essencialmente o mesmo.

Item de ação: Faça um inventário de todos os caminhos UNC, letras de unidades compartilhadas e pastas que o BricsCAD precisará acessar, para que a configuração ocorra suavemente quando chegar a hora.

Os caminhos de arquivos da rede vão substituir os caminhos da unidade C:\ no comando CONFIGURACOES do BricsCAD.

Periféricos/Drivers: Conheça Suas Saídas

À medida que o trabalho de projeto é feito, é de se esperar que sejam produzidas impressões, plotagens e arquivos PDF. O BricsCAD pode suportar praticamente qualquer dispositivo de impressão que você esteja usando com o seu sistema CAD atual, para que a impressão e a plotagem não sejam um problema. O BricsCAD inclui seu próprio driver de geração de PDF, mas também pode suportar outros softwares de criação de formato PDF de uso profissional, como de empresas como Adobe ou Bluebeam.

Formatos Salvar Como

Itens de ação: Provavelmente nenhum. Só para ter certeza, você pode sempre fazer download o teste gratuito por 30 dias do BricsCAD e assim testar suas impressoras, plotters, e drivers.

Formatos que podem ser abertos diretamente no BricsCAD.

Arquivos de Modelo: Conheça Seus Formatos

Naturalmente, todo o trabalho que os usuários fazem de nada serviria se não pudessem salvar num formato desejado. Como o BricsCAD suporta todas as versões do .dwg de 2018 até as mais antigas, você deve estar bem se .dwg for seu formato de entrega. Mas, dados CAD nem sempre são apenas em formato .dwg, portanto a capacidade do BricsCAD de abrir e salvar em outros formatos de arquivo como .dgn e o padrão BIM .ifc significa que o BricsCAD pode se encaixar em fluxos de trabalho que você normalmente não associaria a um fluxo de trabalho *.dwg.

Formatos de Exportação

Itens de ação: Provavelmente nenhum, considerando que o BricsCAD suporta diretamente os principais formatos da indústria, mas é sempre uma boa idéia saber quais formatos de saída você precisa fornecer aos seus clientes, e quais tipos de dados precisará trazer.

Resumindo

Agora que você completou seu inventário do seu sistema CAD atual, está pronto para experimentar o BricsCAD. Basta completar os itens de ação recomendados acima, fazer o download do BricsCAD e ver como é simples começar. Volte na próxima semana para a Parte 2.

Pronto para experimentar o BricsCAD?

Fácil de experimentar, fácil de comprar, fácil de manter. Isso é o BricsCAD. Experimente todos os nossos produtos, gratuitamente por 30 dias em www.bricsys.com/pt-br/. Liberdade de escolha, além de licenças perpétuas (permanentes) de produtos que funcionam em todos os idiomas, em todos os lugares. Você vai apreciar o que criamos para você com a família de produtos BricsCAD9.

Mais Histórias da Confraria dos Gerentes de CAD

  1. Mecânica de Instalação de Rede - Parte 1
  2. Mecânica de Instalação de Rede - Parte 2
  3. Conceitos LISP para Fácil Migração
  4. Treinamento Mínimo para Aprendizagem Máxima - Parte 1
  5. Treinamento Mínimo para Aprendizagem Máxima - Parte 2
  6. Três Etapas para a Adoção do BricsCAD
  7. Preparar para Implementação - Parte 1
  8. Preparar para Implementação - Parte 2
  9. Preparar para Implementação - Parte 3: O Campo de Provas
  10. Preparar para Implementação - Parte 3: Materiais de Treinamento
  11. Preparar para Implementação - Parte 3: Dicas de Treinamento Remotas
  12. Preparar para Implementação - Parte 6: Desenvolvimento e Suporte