No último post da postagem da Confraria dos Gerentes de CAD falamos sobre fazer o inventário do seu ecossistema CAD atual para que você possa estar preparado para migrar para BricsCAD. Nesta postagem vamos examinar a próxima etapa da preparação para a implementação - como implantar e testar seus conjuntos de arquivos e redes. Veremos como se faz.

Primeiro: Onde vai Residir o Ecossitema BricsCAD?

Por "residir" quero dizer onde todos os arquivos ficam armazenados. Suponho que você tenha vários usuários e, portanto, deseje utilizar o armazenamento de rede para todos os programas, personalizações, impressoras, plotters e drivers de software do BricsCAD em um único local. Essa abordagem de rede é recomendada, por vários motivos:

Única fonte de verdade. Nunca mais você terá que instalar o mesmo conjunto de arquivos em várias máquinas, porque os únicos arquivos de que seus usuários precisam vão estar na rede.

  • Facilidade para modificação. Precisa editar um programa? Basta mudá-lo em um só lugar. Precisa trocar uma plotadora? Basta editar o arquivo de configuração da plotadora na rede para apontar para o novo dispositivo.
  • Facilidade de depuração. Nunca mais você vai precisar depurar um problema semelhante várias vezes porque você corrige o problema uma vez, no local da rede.

Você vai, no entanto, querer criar um caminho de armazenamento exclusivo em sua rede para que possa configurar o BricsCAD sem afetar quaisquer outras ferramentas de CAD. Isso permitirá que o sistema antigo não seja afetado enquanto você realiza testes e desenvolvimento em sua nova instalação do BricsCAD.

Personalização do Software: Pegue o Inventário

Se você tiver programas personalizados (LSP), arquivos de template/modelo (DWT), bibliotecas de blocos (DWG), menus (CUI), paletas de ferramentas (XTP) ou outros componentes com os quais seus usuários já estão familiarizados, pode levá-las para o BricsCAD também. Pense em como você gostaria que os arquivos fossem organizados em pastas - provavelmente como você fez com o sistema antigo - e comece a copiar os arquivos necessários dos locais antigos para o novo local do BricsCAD.

Alguns pontos importantes a observar nessa abordagem:

  • Alterar as estruturas, se necessário. Você sempre desejou mudar a estrutura organizacional de seus arquivos personalizados? Se assim for, agora é a hora de fazê-lo.
    Mas, vá com atenção! Alguns recursos que são chamados a partir de arquivos de menu, ou paletas, podem esperar que o arquivo de destino esteja em um local/caminho específico. Se esse for o caso, talvez seja necessário manter o caminho original, ou fazer algumas edições.
  • Unidades UNC ou discos mapeados? Entre em contato com seu departamento de TI e pergunte se uma abordagem de caminho baseada em UNC (\\server\share) ou em uma unidade mapeada (Letra Drive = share) será mais fácil para eles se manterem constantes. Nada é pior do que fazer com que a TI altere uma letra de unidade mapeada ou um local de recurso UNC depois que você criou toda a sua personalização. Realmente vale a pena alguns momentos para fazer esta pergunta agora, e então você não vai se arrepender mais tarde.
  • Defina as permissões corretas agora. As novas pastas contendo arquivos personalizados do BricsCAD devem ser criadas com permissões que permitam aos usuários ler e usar os arquivos/pastas em questão, mas não editá-los ou excluí-los. A hora certa para definir um bom controle de permissões do seu ecossistema BricsCAD é logo no início. O bônus: Ao testar seu novo sistema, com as permissões corretas, você vai encontrar os problemas ANTES de entrar em produção.

Como o BricsCAD suporta a maioria das tendências de conteúdo personalizado padrão do setor, é excelente a possibilidade de migrar suas ferramentas personalizadas. Portanto, reserve um tempo para pensar em como você deseja a configuração, pois as decisões que tomar agora estarão com você durante toda a vida do ecossistema BricsCAD.

Rede: Diga ao BricsCAD onde procurar

BricsCAD - como qualquer programa CAD - está constantemente acessando uma variedade de arquivos para fazer seu trabalho e é provável que a maioria desses arquivos sejam provenientes de um local de rede. No comando CONFIGURAÇÕES/SETTINGS do BricsCAD você pode definir todos os vários locais de 'caminho' (path) para arquivos de suporte, X-Ref, plotter, etc. e depois testar, para ter certeza de que tudo funciona.

instalando o BricsCAD
Os caminhos de arquivos da rede vão substituir os caminhos da unidade C:\ no comando CONFIGURACOES do BricsCAD.

Eu gosto de fazer meus testes usando essa abordagem:

  1. Instale o BricsCAD na máquina-cliente. Se você ainda não fez isso.
  2. Faça alterações com as Configurações. Na minha própria máquina usando todas as pastas personalizadas que preparei na etapa acima.
  3. Teste por um dia ou dois. Alguma coisa atrapalhou? Se for o caso, depure e corrija conforme apropriado, se não, seguir para a próxima etapa.
  4. Tente na máquina de outro usuário. Usando o ProfileManager você pode exportar um arquivo ARG do perfil personalizado que criou na etapa anterior, depois vá para a máquina do outro usuário e use o ProfileManager para importar esse arquivo ARG. Isso permitirá que você teste as configurações exatas na máquina do outro usuário.
    instalando o BricsCAD
    O comando PROFILEMANAGER permite importar perfis criados no comando CONFIGURAÇÕES/SETTINGS.
  5. Repita até ficar estável. Mesmo que leve algumas tentativas para acertar as coisas, é muito melhor testar tudo agora com dois usuários envolvidos do que ter um erro instalado em 10, 20 ou 100 desktops de usuários, certo?

Periféricos/Drivers: Teste Suas Saídas

Como uma função da etapa anterior, você terá caminhos de configuração para seus dispositivos de plotter/impressora. Certifique-se de que você realmente enviou plotagens para esses dispositivos - e verifique a saída agora, para não ter problemas de plotagem em massa mais tarde.

Resumindo

Agora que o BricsCAD está funcionando, é hora de levar os testes para o próximo nível, conduzindo um treinamento piloto e um estudo de projeto sobre o qual falaremos próxima parcela.

Pronto para experimentar o BricsCAD?

Fácil de experimentar, fácil de comprar, fácil de manter. Isso é o BricsCAD. Experimente todos os nossos produtos, gratuitamente por 30 dias em www.bricsys.com/pt-br/. Liberdade de escolha, além de licenças perpétuas (permanentes) de produtos que funcionam em todos os idiomas, em todos os lugares. Você vai apreciar o que criamos para você com a família de produtos BricsCAD9.

Mais Histórias da Confraria dos Gerentes de CAD

  1. Mecânica de Instalação de Rede - Parte 1
  2. Mecânica de Instalação de Rede - Parte 2
  3. Conceitos LISP para Fácil Migração
  4. Treinamento Mínimo para Aprendizagem Máxima - Parte 1
  5. Treinamento Mínimo para Aprendizagem Máxima - Parte 2
  6. Três Etapas para a Adoção do BricsCAD
  7. Preparar para Implementação - Parte 1
  8. Preparar para Implementação - Parte 2
  9. Preparar para Implementação - Parte 3: O Campo de Provas
  10. Preparar para Implementação - Parte 3: Materiais de Treinamento
  11. Preparar para Implementação - Parte 3: Dicas de Treinamento Remotas
  12. Preparar para Implementação - Parte 6: Desenvolvimento e Suporte